sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Agora no Facebook

Um balanço do alcançado até agora e posso dizer satisfeito. Inumeros contatos e mensagens de apoio. Obrigado a vocês
Estou agora migrando para outra mídia, o facebook, onde a luta é mais corpo-a-corpo, há mais interação.
A luta nunca acaba. Fim aos postes. Nada é impossível!

terça-feira, 1 de junho de 2010

DonQuiposte na TV Record

Atenção, Atenção.
Amanhã, quarta-feira 2 de junho, estarei numa entrevista para a TV Record Litoral a partir das 19:30h. Não percam. A luta continua!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Veja São Paulo 19 de março de 2010


Isso sim! Imaginem que não teria o mesmo efeito se os postes ainda estivessem lá.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

João Pinheiro

Ótimo o trabalho de João Pinheiro que desenha uma São Paulo melancólica e solitária. Para conhecer mais do trabalho deste artista, clique aqui.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Postes matam

p
Quatro pessoas morrerem em 2009 ao baterem em postes na cidade de Santos. Nenhuma estava bêbada.

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Proibido para Cadeira de Rodas

Aqui mais um exemplo do absurdo que são os postes. A duas quadras da prefeitura, na esquina da Frei Gaspar com a Cidade de Toledo, um poste bem no meio de uma calçada fina. Gordinhos, casais abraçados e pessoas em cadeiras de roda não podem passar por ali.
É fácil legislar e fazer leis que obrigam prédios a terem rampas e existirem banheiros para todos, mas a prefeitura atira no pé quando não garante o direito de andar pelas calçadas para todos.

terça-feira, 9 de março de 2010

Irmãs - uma linda, outra horrível

Duas ruas irmãs no nosso Centro Histórico
XV de Novembro e Frei Gaspar
Uma linda, outra horrível

Rua XV de Novembro
Já teve seus postes retirados a anos atrás e é tida como um dos destaques da tentativa de recuperação do Centro Histórico. Mesmo com algumas construções acontecendo nesta foto, a rua XV continua linda!

Rua Frei Gaspar
Faz esquina com a rua XV de Novembro, não teve a sorte de ser incluida na atenção da prefeitura. Apesar de também abrigar lindos prédios históricos e ter mais importância para o trânsito (a rua XV liga nada a lugar nenhum) a rua passa despercebida como mais uma do Centro Histórico, mesmo com o horizonte bem mais bonito e marcante que o da rua XV

terça-feira, 2 de março de 2010

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Enchentes em São Paulo

Esta imagem de pessoas subindo nos postes para se salvar das enchentes me fizeram acordar e retornar a luta. O ativista urbano esta de volta. Preparem-se

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

POSTS

POST, POSTE, POST, POSTE, POST, POSTE

Desculpem a todos pela falta de atualizações. Em breve novidades e ações reais. Esperem

domingo, 26 de julho de 2009

A Conselheiro Nébias ficaria linda!


Se quiser ver a foto em tamanho grande clique aqui

quinta-feira, 23 de julho de 2009

MPF pede retirada de fiação elétrica

A Tribuna- A5 - Local
---
Carmo. Procurador quer cronograma da CPFL em 40 dias.

O Ministério Público Federal ( MPF) recomendou à CPFL Piratininga que apresente em 40 dias um cronograma para retirar os atuais postes de luz e a rede de alta tensão instalados em frente ao conjunto do Santuário do Carmo- composto pela Igreja da Ordem Terceira do Carmo e pela Igreja e Convento da Ordem Primeira do Carmo (...). O objetivo é possibilitar a contemplação de todo o complexo arquitetônico, que é tombado por órgãos de proteção ao patrimônio histórico federal, estadual e municipal.
A medida visa a substituição da atual rede elétrica por um sistema subterrâneo, com a instalação de novos postes ou luminárias adequadas aos bens tombados, conforme prevê a lei municipal que criou o Programa Alegra Centro, em 2003.
Apesar de a determinação do MPF se basear na legislação, um ingrediente promete gerar polêmica: a quem caberá os custos de substituição da rede?
Para o Procurador Antonio Arthur Barros Mendes, autor da recomendação, a legislação municipal dispõe expressamente que o dever é da concessionária. Além disso, "o entendimento do Ministério Público é que deveria de haver anuência dos órgãos (competentes) para a instalação desses equipamentos".
No entanto a CPFL Piratininga- que preferiu só se pronunciar sobre o projeto após recebimento da comunicação oficial do Ministério Público -, informou, por meio de sua assessoria de imprensa,
que para este tipo de obra segue todos os critérios establecidos pela Resolução 456 da Agência Nacional de Energia Elétrica ( Aneel), "que estabelece que os custos são de responsabilidade do solicitante".
Além disso, destacou "que os projetos para a implantação de postes seguiram orientação do departamento de obras da Prefeitura de Santos".
Do outro lado da questão, o secretário de Planejamento do Município, Bechara Abdalla Pestana Neves, se comprometeu com o MPF, em reunião realizada na semana passada, a apresentar estudo para a implantação de novo tipo de mobiliário que assegure a iluminação da região do Alegra Centro, nos moldes do que já ocorre na Rua XV de Novembro.
A idéia é iluminar os atuais postes e fiação até trecho do Otueiro de Santa Catarina. " Nós temos que estudar se neste eixo dá para colocar os novos postes na calçada ou se é preciso instalar luminárias nos imóveis", já que os passeios são estreitos. A proposta deve ser apresentada ao Conselho Cultural de Santos ( Condepasa) em 10 dias, e depois ao MPF.
Pestana Neves reforçou que a lei do Alegra Centro deixa claro "que cabe às concessionárias o custo das modificações nas redes".
Via: Clipping Convento do Carmo

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Cantina Liliana



Considerada por muito o melhor restaurante italiano da Baixada Santista, a Cantina Liliana tem mais de 40 anos de história. Fica na avenida Ana Costa 404 e o telefone é 13-32845999. O cardápio é enorme, daqueles que não dá vontade de ler inteiro e a decoração é moderna e sem expressão. A fachada é linda e condiz ser chamada de fachada, já que atrás é uma casa normal. Apesar do poste na frente e das ironias aqui ditas, não podemos deixar de recomendar.

sábado, 11 de julho de 2009

Arte Moderna...

...ou Lixo Urbano

sexta-feira, 10 de julho de 2009

sábado, 27 de junho de 2009

Jardins da Praia de Santos


A não tantos anos atrás uma grande reforma foi feita nos Jardins da Praia, deve ter custado bastante mas realmente os jardins ficaram mais lindos que nunca. O estranho era que ao andarmos por ele a sensação era também de não entender o que foi feito, pois os jardins apesar de lindos estavam iguais, as diferenças notadas não eram os suficiente para deixar os jardins tão lindos.
O que aconteceu com os Jardins da Praia de Santos?
Simples, tiraram os postes, essas estruturas horríveis e nojentas que ficam sobre nossas cabeças e enfeiam a cidade sem notarmos.
E olhe na foto ao lado, eles estão voltando aos poucos para os jardins. Começa assim, deste virão ligações e de repente... aquilo que era um probleminha virou um problemão.
Não podemos deixar.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

ARVORES 1 X 1 FIOS DE POSTES

Curtos-circuitos causam interdição da Av. Doutor Arnaldo em SP

Galhos de árvores atingiram rede elétrica da via; por causa de podagem, região deve ficar sem energia até 19h30

SÃO PAULO - O choque de galhos com a rede elétrica provocou às 14h30 desta quinta-feira, 25, a interdição total da Avenida Doutor Arnaldo, no Sumaré, zona oeste de São Paulo. Segundo a Eletropaulo, os fortes ventos levavam os galhos a atingirem os fios, causando curtos-circuitos. O Corpo de Bombeiros foi acionado às 13h24 e vai podar a árvore. Para a execução do serviço, o fornecimento de energia para parte da região teve de ser suspenso e a avenida, fechada entre a Rua Catalão e a Avenida Professor Afonso Bovero.

Via: Estadão
Elvis Pereira - Central de Notícias

sábado, 20 de junho de 2009

quinta-feira, 18 de junho de 2009

sábado, 13 de junho de 2009

Itaú Personnalité - av. Ana Costa


O Itaú Personnalité fica na av. Ana Costa 485 no Gonzaga, o CEP é
11060-003 e o telefone (13) 3289-9733 ou Fax (13) 3289-6025. Banco feito para bacanas. Adoro o poste meio torto!

sexta-feira, 12 de junho de 2009

quinta-feira, 11 de junho de 2009

terça-feira, 2 de junho de 2009


É comum que os custos envolvendo os roubos de fios leve em conta somente isto, os custos dos fios. Nunca medimos os roubos pelo impacto e consequências que trazem. Seja da mãe que ficará impedida de ligar, dos velhinhos que ficaram no escuro ou de um eletrodoméstico que queimou nesta hora.. e um ou outro que acabou queimado no processo.

(A foto acima é de forte impacto, o link para a original está aqui)

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Emissário Submarino de Santos

Sem Comentários

Localização no Google Earth 23°58'10.24"S 46°21'02.85"O

sábado, 30 de maio de 2009

Aditivo ao novo Plano Diretor determina fim do emaranhado de fios nos céus da cidade

Rio de Janeiro quer ser o Pioneiro: Aterrar a Fiação é uma medida Necessária para uma cidade moderna e cosmopolita!

Josie Jerônimo - do Jornal "O DIA"

Rio - A preocupação com a poluição visual no Rio não aparece apenas no projeto de lei Cidade Limpa, apresentado quarta-feira na Câmara dos Vereadores e que prega redução drástica de faixas, cartazes e outdoors. O novo Plano Diretor do Município também pode mexer com a paisagem. De acordo com o aditivo 545, em cinco anos toda a fiação aérea deverá integrar a rede subterrânea. O Plano deverá ser votado na Câmara no início de 2008.

Ver o céu livre de fios que muitas vezes ganham penduricalhos como tênis velhos e pipas é privilégio apenas para moradores da orla ou freqüentadores de grandes vias como a Presidente Vargas e a Rio Branco. Se o aditivo, de autoria do vereador Jorge Felippe, for incorporado ao Plano Diretor, empresas de telefonia, eletricidade e TV a cabo terão que enterrar toda a fiação. "Cidades modernas não têm esse tipo de exposição de rede. Além da questão urbanística, é preciso pensar no respeito à vida, pois muitas crianças soltam pipas perto de fiação elétrica", argumenta Felippe.

O conselheiro do Instituto Brasileiro de Arquitetura do Rio (IAB) Carlos Fernando de Souza afirma que a ausência de fios contribuirá "paisagisticamente" para a limpeza da cidade. "Toda a fiação da telefonia ainda é aérea", observa. Algumas operadoras de TV a cabo iniciaram os trabalhos com fiação subterrânea, mas a maior parte da distribuição elétrica é feita pelo ar.

A grande polêmica é o custo. O quilômetro da fiação subterrânea é quatro vezes mais caro do que a aérea. Em algumas cidades em que o sistema foi substituído, o poder público dividiu os custos com as concessionárias para não repassar totalmente os gastos para as contas dos consumidores.

Quando o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab, iniciou o projeto Cidade Limpa muitos criticaram a falta de políticas para acabar com a fiação aérea, que também polui a cidade.

Reduzir de uma só vez a poluição visual e os acidentes causados pela fiação elétrica e telefônica aérea no estado é a proposta do projeto de lei 19/07, cuja efetivação foi garantida pela Assembléia Legislativa do Rio nesta quarta-feira (26/11). O projeto do deputado Paulo Ramos (PDT) havia sido vetado integralmente pelo Poder Executivo, mas o voto de 48 deputados garantiu a aplicação da norma, que será enviada para a promulgação pelo governador Sérgio Cabral dentro do prazo de dois dias. Caso o texto não seja promulgado neste limite, será reenviado para a Alerj, onde seu presidente, deputado Jorge Picciani (PMDB), promulgará. "Esta será uma lei que reduzirá danos à fiação, o que é bom para as concessionárias e para a população. Além disso, como conseqüência, deixará as cidades mais bonitas", aponta Ramos, que estabeleceu o prazo máximo de dez anos para toda a substituição. A proposta determina ainda que os municípios sejam consultados quanto ao uso do solo. __________________

DonQuiposte comenta:
Isto porque a maior parte do Rio de Janeiro (cerca de 80%) já não tem postes!

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Serviço de Moto Taxi - Cidade de Santos


Empresa santista que faz serviços de Moto Taxi. Atende 24 hrs . Caso você não se importe de pagar para pegar carona com um cara que te empresta um capacete de higiene suspeita e que trabalha para uma empresa que não se importa de emporcalhar a cidade, e ainda, pagar o valor que ele te disser no final da corrida, o risco é seu, os telefones estão aí ao lado

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Ibirapuera e Faria Lima sem fio

Copiado do Blog Mílton Jung

Desaparecer com a fiação elétrica pode se transformar em avanço tão significativo para a paisagem urbana como o foi a Lei Cidade Limpa. Um passeio pela avenida Paulista comprova esta sensação de bem estar gerada pelo sumiço dos fios que se transformam em impressionantes emaranhados entre um poste e outro. Acordo entre a prefeitura de São Paulo e a Eletropaulo permitirá o enterramento da fiação na avenida Faria Lima e no Parque do Ibirapuera, a partir do 2º semestre deste ano.

A Oscar Freire passou por processo semelhante com prefeitura e comerciantes dividindo os custos do projeto. Desta vez, parte da dívida de mais de R$ 400 mi da prefeitura com a empresa de energia elétrica será usada na iniciativa. De acordo com o diretor executivo da Eletropaulo Roberto Di Nardo, o investimento também vai trazes eficiência energética para escolas públicas do município e túneis da cidade.

Conheça o Blog Mílton Jung

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Adivinha onde é?


Ganha uma passagem no Bonde quem disser onde é e quantos postes tem!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Avenida Paulista vs. Avenida Ana Costa


Duas Avenidas Importantes
de Duas Cidades Importantes
Uma tem Postes
Outra Não

Don Quiposte

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Postes pela Paz

Genial o uso destes postes (ou colunas) para divulgar a PAZ, criados para a Global Coalition for Peace (Coalizão Global pela Paz) para protestar contra a guerra do Iraque.
A campanha é muito mais criativa e bacana do que o site fraquinho que divulgam, além de Coalizão Global pela Paz soar um tanto como algo para ser enfrentada com ajuda da Liga da Justiça ou algo do tipo.
Mas qualquer iniciativa pela PAZ é louvável e uma criativa como esta merece mais do que palmas.


PAZ - PEACE

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Linda foto de Paulo Fehlauer

Paulo Fehlauer por Paulo Fehlauer

Ex-candidato a engenheiro, não se deu bem com os números e resolveu correr o mundo, mesmo que dentro do próprio quintal. Optou pelo jornalismo e pela fotografia, e hoje não se separa do seu smartphone. Jornalista, fotógrafo, viciado em internet, blogueiro e ativista, entre outros. Passou 2 anos em Nova York servindo feijoada e caipirinhas. Nas horas vagas, trabalhou no International Center of Photography e foi assistente do fotógrafo Ed Kashi no PhotoCamp, evento da National Geographic Magazine. No MSN: paulofehlauer@hotmail.com.

Ótimo o trabalho do Paulo (nesta foto o meu tema favorito), que o ativismo nunca acabe.

Foto sob Creative Commons License
Paulo Fehlauer no Flickr

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Igreja do Embaré após a reforma

A Igreja do Embaré (Basílica Menor de Santo Antônio do Embaré) fica na Avenida da Praia logo depois do canal 4 para quem vai em direção a Ponta da Praia. Depois da reforma e do lindo trabalho paisagístico nas sua frente ficou mais linda do que nunca. Não fugiria em dizer que deve ser uma das mais bonitas igrejas do país, um orgulho para nossa cidade e nosso mais novo cartão postal.
Parabéns a todos os responsáveis por tamanho feito pelo trabalho mais que bem feito (principalmente tirando aquele poste horrível que havia na frente).

Localização: Av. Bartolomeu de Gusmão nº 32 - Embaré - Santos - Tel. 3227-5977.
Funciona de segunda a sexta, das 7h00 às 20h00; sábados e domingos das 8h00 às 21h00.
Veja aqui (post relacionado) da Igreja com o último poste ainda na frente
Saiba mais sobre a Igreja do Embaré (wikipedia)

domingo, 3 de maio de 2009

Casas Bahia na Floriano Peixoto.


Em Santos você encontra Casas Bahia na Av Mal Floriano Peixoto, 22 no Gonzaga. O telefone de lá é 13 3284-7727. Entre as promoções, você terá todos os produtos com desconto (eles nem aceitam se você tentar pagar o preço cheio). O mal gosto é garantido assim como as pouca opções dos infinitos itens que vendem. Se vocês quiserem uma casa com cara de vovó, o lugar é aqui.
(A pergunta é - Uma empresa preocupada com a sua imagem não deveria se preocupar com o poste na sua fachada?)

quarta-feira, 29 de abril de 2009

MacDonald's na Ana Costa


Hã... Um numero 1... por favor... hã... com coca diet e... e... um Mac Shake também e ... hum... sem postes na frente, por favor, né.

terça-feira, 28 de abril de 2009

Informações Turísticas - Santos - SP


O Centro de Informações Turísticas de Santos fica na Avenida da Praia, quase esquina com a Conselheiro Nébias e funciona na mesma praça que um posto da polícia militar. Nunca vemos turistas por ali mas a iniciativa é louvável.
Curioso é um lindo vitral baseado num quadro do holandês Piet Mondrian, pintor da primeira metade do século XX e expoente da arte abstrata. Sua obra foi tão utilizada em publicidade, moda e design que perdeu muito do seu impacto e hoje acabou datada. A busca de Mondrian pela arte abstrata era uma busca quase religiosa pela pureza da pintura, que acabou encontrando nas inúmeras composições com cores primárias, linhas pretas e fundos brancos (as cores das página inicial do Google só mostram como esta idéia ainda reverbera)

Pena que em Santos colocaram a imagem de cabeça para baixo!!!



domingo, 26 de abril de 2009

Conselheiro Nébias Esquina com a Governador Pedro de Toledo

Ganha quem conseguir contar quantos postes tem nesta imagem!

sábado, 25 de abril de 2009

Desculpem

Desculpas a todos. Estou envolvido em um projeto e realmente sem tempo para postar. Em breve mais notícias da luta.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

segunda-feira, 6 de abril de 2009

IMPOSSIBLE IS NOTHING

Meu Lema!!!
(nada é impossivel!)

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Sérgio Fabris - Um artista urbano


Sérgio Fabris é um artista urbano. Sua obra consiste de fachadas, viadutos, postes, fios e tudo o que compõe a poluição visual de uma cidade. Ele trabalha com óleo, acrílico e resina, faz luminárias em fibra de vidro, telas em silk-screen, esculturas e colagens.
Sérgio Fabris é Santista (apesar de seu atelier ser em São Paulo) e eu adoro o trabalho dele.
Continue.

terça-feira, 24 de março de 2009

Fios e postes, desapareçam! (continuação)

Questão de confiabilidade

Para entender porquê as redes subterrâneas são tão mais confiáveis e seguras, é preciso entender primeiro por que as redes aéreas são tão sensíveis e perigosas.

Acontece que os fios que passam pelas redes aéreas ficam diretamente expostos ao contato com as árvores. É preciso podá-las sempre para que a rede elétrica não acabe sendo desligada por elas, interrompendo o fornecimento de energia para os cidadãos. Podar uma árvore custa cerca de 10 dólares. Isso significa que, nas grandes cidades brasileiras, gasta-se de 4 a 7 milhões dólares por ano com a poda de árvores.

Mas este não é o único problema que ameaça as redes aéreas. Uma vez que os cabos ficam expostos, as intervenções para consertos também precisam ser freqüentes. Os danos são causados por acidentes com veículos que atingem os postes, raios (descargas atmosféricas), chuvas, contaminação ambiental (poluição, salinidade), ventos e pássaros.

No aspecto confiabilidade, as redes subterrâneas são muito mais eficientes principalmente porque não sofrem as interferências do ambiente externo. Por estarem enterradas, elas ficam a salvo desses problemas.

E esta confiabilidade ainda pode ser ampliada com estratégias inteligentes, como as configurações dos circuitos em forma de anel. Esse desenho permite que a rede seja alimentada por dois pontos (lados), deixando apenas parte da rede desconectada em caso de queda do sistema.

Já as redes aéreas são normalmente radiais (espalham-se como os galhos de uma árvore) , ou seja, se um ponto for interrompido, toda a rede além daquele ponto ficará sem abastecimento. É aí que surge o problema da energia não-distribuída (END), uma perda em dose dupla, impossível de ser recuperada. O fornecedor de energia perde porque deixa de vender, enquanto o usuário fica insatisfeito porque não recebeu a energia

segunda-feira, 23 de março de 2009

Fios e postes, desapareçam!

Estudos mostram que redes subterrâneas, além de melhorar a estética, também são muito mais seguras e bem mais econômicas ao longo do tempo

Tela de entrada do e-Service

De um modo geral, as pessoas sempre pensaram que as redes subterrâneas de distribuição de energia elétrica eram caras demais para serem instaladas, por isso a escolha comum era sempre pelas redes aéreas – sim, aquelas formadas por milhares de postes, fios e acessórios à mostra, que tanto enfeiam as paisagens das cidades brasileiras.

Contudo, se por um lado as redes aéreas (RDA) são mais baratas de instalar, por outro elas têm um custo de manutenção e de operação elevado depois de instaladas. Isso sem contar que elas também são bem menos seguras e que estão constantemente sendo danificadas pelas ações do meio ambiente.

É por tudo isso que os técnicos e engenheiros de todo o Brasil já estão mudando aquela antiga idéia de optar sempre pelas redes aéreas. Quase todos os novos projetos considerados modernos e seguros já estão utilizando as redes subterrâneas de distribuição de energia (RDS), uma tendência que está chegando para ficar.

ctrl+C ctrl+V da Revista Pirelli Club

domingo, 22 de março de 2009

Até tu, Chico?

Chico Buarque. Genial!

segunda-feira, 16 de março de 2009

Veja São Paulo deste Fim de Semana


Legal é ver a Daslu de fundo , toda rodeada de postes. Como já disse, pelo menos os postes são democraticos.
Em breve uns posts quentinhos

domingo, 8 de março de 2009

O que os arquitetos tem a dizer - Plinio de Toledo Piza

linio de Toledo Piza, arquiteto da Toledo Piza & Cabral - “Há uma enorme diferença quando se vê uma fotografia de um espaço visualmente bem-elaborado, sem interferências da fiação aérea, onde o paisagista consegue colocar a sua visão da paisagem na totalidade, conforme seu projeto.

Plinio de Toledo Piza
Plinio de Toledo Piza
O nosso escritório tem se empenhado em garantir, nos nossos projetos de loteamento, que toda a fiação conte com redes subterrâneas. É outra paisagem, muito mais livre e pura.

De fato, a poluição visual nas concentrações urbanas muito se deve aos cabeamentos aéreos. Acredito que os empreendedores de loteamentos, inicialmente para a classe A e depois para todas as classes, irão optar cada dia mais pelos cabos subterrâneos. A pressão por uma melhor qualidade de vida (incluídas aí não só a questão estética, mas também a manutenção e a conservação) resultará em um melhor custo-benefício na opção por esta solução técnica.”

Via: Revista PirelliClub on-line

Graças a Remo

sábado, 7 de março de 2009

O que os arquitetos tem a dizer - Adriana Tupinambá

Adriana Tupinambá
Adriana Tupinambá
Adriana Tupinambá, arquiteta e urbanista formada pela Faculdade de Belas Artes de S. Paulo - “Nos últimos anos houve um grande desenvolvimento da tecnologia, tornando obsoletos os recursos de infra-estrutura existentes, que não davam mais conta do dimensionamento necessário para o bom funcionamento das cidades.

Um bom exemplo são as cidades planejadas dos subúrbios americanos, cujos cabeamentos são subterrâneos, assim como as instalações de gás, eletricidade e telecomunicações. Seria ideal para as grandes cidades brasileiras se existissem condições políticas e econômicas que favorecessem a instalação desses cabeamentos, já que eles proporcionariam, além da melhoria dos serviços públicos, um melhor desenho para as ruas, praças e avenidas.

Esta beleza plástica criada pelos cabeamentos subterrâneos funciona tanto nos ambientes externos quanto nos internos, possibilitando aos usuários uma maneira de viver muito mais prática e funcional.”

Via: Revista PirelliClub on-line

Graças a Remo

sexta-feira, 6 de março de 2009

O que os arquitetos tem a dizer - Flavia Ralston

Flavia Ralston, arquiteta formada pela FAU/USP - “O uso de redes enterradas possibilita projetos mais ‘limpos’, com efeito visual muito mais agradável e harmonioso.

A região central da cidade de São Paulo, por exemplo, segue o conceito de redes subterrâneas de suprimento de energia. É uma região onde não se verifica o efeito ‘paliteiro’ provocado pela difusão descontrolada de postes nas vias públicas das demais regiões da cidade.

Flavia Ralston
Flavia Ralston
A segurança também é um fator importante a ser considerado. As instalações subterrâneas estão menos sujeitas aos efeitos nocivos provocados por fenômenos climáticos, acidentes e vandalismos. Quando adequadamente acondicionadas, sofrem menos desgaste, o que eleva a vida útil da instalação, com reflexos positivos nos custos com reparos, reposição e manutenção.

As cidades marítimas também podem se beneficiar desse conceito para reduzir a ação da maresia sobre os elementos da rede instalados à beira-mar. Destaco também que as redes subterrâneas contribuem para a preservação do meio ambiente, com a minimização da carga magnética e energética que se dissipa das instalações elétricas aéreas convencionais.”

Via: Revista PirelliClub on-line

Graças a Remo

quinta-feira, 5 de março de 2009

O que os arquitetos tem a dizer - Sig Bergamin

Sig Bergamin, Arquiteto graduado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de Santos - “Vejo as redes subterrâneas de energia como uma evolução estética.

Sig Bergamin
Sig Bergamin
Elas representam um grande passo para o embelezamento das cidades, o que contribui para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, pois o campo visual fica mais claro, menos poluído. Algumas áreas da cidade do Rio de Janeiro foram submetidas ao processo de enterramento dos cabos, e a diferença resultante foi fantástica. Em cidades como São Paulo, esse processo traria um alívio visual extraordinário, reduzindo a quantidade de fios e postes que parecem proliferar a cada dia. Para a arquitetura em geral, as vantagens são a facilidade de instalação com a isenção de postes, muitas vezes inconvenientes em relação ao projeto. É a tecnologia ideal para o planejamento de novos bairros e loteamentos.”

Via: Revista Pirelli on-line

Valeu, Remo!


sábado, 28 de fevereiro de 2009

Gonzaga está decadente!

Como frequentei este lugar. No meu tempo se chamava LOFTY e era a coisa mais bacana da cidade. Eu ia na matinê.
Está encrustado na primeira quadra da avenida Ana Costa que, no meu entender, é um dos pontos mais valorizados da cidade. Triste ver o como a área se deteriora.
Sobre o poste... bom, ele é quase um coadjuvante neste filme que todos os santistas estão assistindo - a decadencia do Gonzaga, bairro chique da cidade - e parece que não há ninguém dando bola para como esta história vai acabar.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Em Santos, carros alegóricos ficam presos em fios de postes

por adriana fernandes br

Como em todos os anos, no dia do desfile da famosa escola de samba União Imperial, do bairro do Marapé, em Santos, o trânsito fica parado na rua Carvalho de Mendonça .

A escola ficou com seus carros alegóricos presos devido a grande quantidade de fios que atravessam a rua de ponta a ponta.

A União Imperial contou com a ajuda de várias pessoas para realizar a passagem sem danificar os fios, e também sem avariar os carros que desfilam nesta noite no sambódromo na Zona Noroeste.

Via: IG
Obrigado Flávia Durante pelo toque!